O cenário atual das empresas de TI no estado de Minas Gerais é bastante diverso e merece uma avaliação mais detalhada segmentada por setor, como a que fizemos aqui, mas algumas situações ocorreram nos últimos dias e não podem passar despercebidas. Neste breve apanhado, vamos omitir os nomes das empresas envolvidas por razões éticas e legais, mas os leitores mais atentos e os fiéis ouvintes da “rádio-peão” saberão de quem estamos tratando.

Algumas companhias que se gabavam publicamente da sua solidez de caixa e do seu crescimento, com conteúdo nas finanças e que voavam milhas de sucesso, colocaram batalhões inteiros de funcionários na rua, acompanhados de uma notinha de pesar nas redes sociais. Outras, menos afeitas a demonstrações rotineiras de grandeza, mantiveram todo o quadro de funcionários. Há também empresas que estão querendo reduzir salário sem reduzir jornada! E este caso merece uma atenção especial do nosso sindicato: “somente as empresas que comprovadamente tiverem redução de seu faturamento poderão firmar acordos de redução de jornada e salário e de suspensão do contrato de trabalho.”

A resolução do Sindados é claríssima, não é permitido de forma alguma reduzir salário mantendo as mesmas horas trabalhadas. Pagar menos para trabalhar o mesmo é um descalabro! Segundo denúncias que chegaram ao nosso Comitê, devidamente repassadas à direção do Sindados, estas empresas estão tentando usar uma avenida aberta na lei por Michel Temer e reforçada por Jair Bolsonaro para criar comissões locais de trabalhadores, evitando a necessidade de negociação com o sindicato. Graças a estas denúncias – que seguem anônimas! – o sindicato acionou seu corpo jurídico e vem barrando este abuso.

Nosso Comitê segue aberto para quaisquer denúncias sobre abusos e práticas questionáveis. Se seu patrão não liberou para trabalhar de casa e não toma medidas para diminuir sua exposição ao covid-19, entre em contato conosco que encaminharemos diretamente ao Sindados. Reiteramos nosso compromisso em defender os trabalhadores e estamos lado a lado com a categoria neste momento crítico!